Discrição total? A confidencialidade e os intérpretes

 | Melhores práticas de interpretação

A segurança, a confidencialidade e o sigilo são mais importantes do que nunca na atual sociedade da informação. A tecnologia moderna consegue difundir informação pelo mundo inteiro numa fração de segundo. Na qualidade de organizador de conferências, decerto quererá saber o que acontece à informação confidencial entregue aos intérpretes.

Não há com que se preocupar. A informação e os documentos confiados aos intérpretes recrutados através da rede mundial da Calliope não cairão nas mãos erradas. Nós explicamos-lhe porquê.

Todos os membros da Calliope são filiados na Associação Internacional de Intérpretes de Conferência AIIC regendo-se pelo código deontológicodesta organização. O Código deontológico da AIIC estabelece de forma explícita que os seus membros se obrigam a observar estritamente o sigilo profissional e a não obter qualquer tipo de ganho pessoal com a informação confidencial que lhes é confiada no exercício da sua atividade de intérpretes de conferência. 

Além disso, na maioria dos países, os intérpretes de conferência têm de respeitar a obrigação de confidencialidade consagrada na legislação laboral ou a nível contratual, podendo o seu incumprimento acarretar a instauração de processos penais. Se precisar de mais garantias – em virtude, eventualmente, da política da sua empresa –, poderá, naturalmente, solicitar aos intérpretes a celebração de um acordo de confidencialidade específico.

A preparação exaustiva é indispensável para garantir a qualidade da interpretação no seu evento.Os intérpretes dependem da informação que lhes for facultada de antemão, a qual lhes permitirá familiarizar-se com o tema e a documentação, bem como otimizar o seu desempenho profissional. Ao cumprir as mais estritas normas deontológicas e de confidencialidade, a Calliope garante a todos os nossos clientes total tranquilidade quanto à documentação que nos é confiada, por mais sensível que seja.

Saiba mais sobre os compromissos da Calliope. 

Partilhe este artigo:

Christoph Renfer
Membro di Calliope-Interpreters in Svizzera